Bartwist

Old Nosey é caso de estudo

Portugal dispõe de uma variedade de bebidas espirituosas mais rica do que se poderá imaginar e é dentro deste universo que a aguardente de pêra Old Nosey tem vindo a conquistar protagonismo. E é enquanto caso de estudo da produção portuguesa que o projeto Old Nosey foi convidado a integrar o painel “O Nacional é Melhor”, da Academia de Formadores 2019.

Esta academia é um evento dedicado a promover, partilhar e debater as constantes inovações, alterações, estratégias e impactos atuais da indústria turística. A Academia de Formadores 2019 realizou-se em Lisboa, no passado mês de julho, em colaboração com o Turismo de Portugal.

A Old Nosey foi registada como marca europeia em julho de 2018 com o objetivo de produzir uma gama de excelência de bebidas espirituosas e vinho. O ex-líbris da marca é o Old Nosey Perry Spirit (aguardente de perada de pêra rocha), uma bebida premium resultante de vários anos de investigação e teve lançamento oficial a 24 de novembro de 2018, em Torres Vedras.

A marca descreve a sua aguardente como “uma bebida espirituosa, frutada e suave, de aroma intenso a pêra madura”. A destilação é feita em alambiques de cobre, na Quinta da Póvoa – antigo quartel general das Linhas de Torres Vedras. O processo faz-se a partir de pêras rocha do Oeste, produzidas em pomares tradicionais de sequeiro com mais de 60 anos, existentes na encosta basáltica do Monte Socorro. Curiosamente, uma localidade que serviu de principal centro de observação e comunicação do duque de Wellington, durante a defesa das Linhas de Torres Vedras.

A Old Nosey garante que se trata de “um produto premium totalmente nacional sem qualquer incorporação de álcool ou outros ingredientes nacionais ou estrangeiros para além da pêra rocha do Oeste da Quinta da Póvoa”, na linha de outros destilados de fruta, “do centro e norte da Europa, tais como a Williamine, Calvados ou o Kirsh”. A marca acrescenta ainda que “pode ser consumido puro como digestivo, em cocktail ou na confeção de pratos e sobremesas elaboradas. É detentor de quatro certificados de garantia de qualidade: Produção Integrada, Pera Rocha do Oeste, PEFC e Natural.pt”

“Old Nosey” (“velho narigudo”) era a alcunha do referido general Wellington entre as tropas, devido ao seu pronunciado nariz aquilino. Não surpreende que o logótipo da marca remeta tanto para um nariz como para a metade de uma pêra…

Fachada Rodrigues

Fachada Rodrigues

Jornalista de formação, com década e meia de prática em jornais de escala nacional, e com passagens por assessoria de imprensa ao nível do Estado, recentemente começou a leccionar Jornalismo Digital. Gosta de um bom vinho, seja ele de mesa ou do Porto, e não nega um cocktail. Contacto: frodrigues@bartwist.com