Bartwist

Moscatéis portugueses no topo do mundo

A concorrência na 19.ª edição do concurso anual Moscats du Monde era forte, mas Portugal fez boa figura. Com dois concorrentes no Top 10, Portugal ficou entre os melhores dos melhores do mundo: o Moscatel Roxo de Setúbal Superior 2010, da Casa Ermelinda Freitas, e o Moscatel de Setúbal Rubrica 10 Anos Reserva, da Venâncio Costa Lima.

Um júri composto por mais de 55 especialistas internacionais apreciou e classificou 205 amostras, provenientes de 19 países, num evento que decorreu nos passados dias 3 e 4 de julho, na cidade francesa de Frontignan-la-Peyrade (o concurso decorreu na Maison Voltaire).

Num concurso em que foram atribuídas 68 medalhas, houve mais vinhos fortificados portugueses a merecerem a Medalha de Ouro, além dos que figuram no Top 10. A saber: Moscatel Roxo de Setúbal Contemporal 2011; Moscatel do Douro DOC 10 Anos, da Adega Cooperativa de Favaios; e Moscatel de Setúbal Camolas 2016.

Portugal conquistou ainda duas Medalhas de Prata, atribuídas ao Moscatel do Douro DOC Adega de Favaios 1999 e ao Bacalhôa Moscatel Roxo de Setúbal Superior 10 Anos. No total, Portugal conquistou 7 medalhas neste XIX Moscats du Monde, 5 de Ouro (duas delas no Top 10 do concurso) e 2 de Prata.

Redação

Redação

O site de referência dos bares e das bebidas espirituosas. Subscreva a nossa newsletter para ficar a par de todas as novidades.