Bartwist

A minha experiência mexicana no 2020 Patrón Perfectionists

Pedro Duarte 11 Fevereiro 2020

Tal como noticiado no Bartwist, o português Pedro Duarte foi o representante ibérico no 2020 Patrón Perfectionists que decorreu em Jalisco, no México. E o bartender de Vila Nova de Gaia conta-nos a sua experiência na primeira pessoa em exclusivo para o Bartwist.

“E que experiência.

Fomos chegando, uns de cada vez, e fui conhecendo pessoas de todo o mundo. Diferentes culturas, diferentes costumes, mas o amor pelo bar era o mesmo.

Desde o primeiro dia cimentámos a vontade de viver e partilhar aquela experiência. Sentíamos que não estávamos a competir uns com os outros, mas sim a competir contra nós mesmos.

Decidi então mostrar o nosso país, “à beira mar plantado”, e dar a conhecer a nossa cultura e costumes. Foi um desafio e uma responsabilidade. É incrível a quantidade de pessoas que não conhecem Portugal e, por isso, era ainda mais interessante partilhar tudo aquilo com eles.

A experiência foi sempre um crescente.

Como eu disse na minha apresentação, “toda a gente gosta de histórias, elas fazem parte de nós”. Então, foi isso mesmo que aconteceu. Contei a minha história e, como um bom “Era uma vez”, também existe um bom “Fim”. Porém, as histórias bonitas nunca terminam. Nós criamos essa história bonita.

De dia vivíamos experiências, que de noite partilhávamos à volta da lareira.

O dia da competição começou igual, ali na sala do pequeno-almoço, onde todas as manhãs nos encontrávamos.

Fui o vigésimo participante e, por isso, passei por um longo dia de provas e espera.

O nervosismo estava controlado. Eu sabia o que tinha de fazer, tinha-me treinado e preparado, porém, no momento em que coloquei o microfone, senti o peso da responsabilidade.

Percalços aconteceram e, por mais vezes que me tivesse treinado, a verdade é que o próprio ambiente muda a situação.

Acabei no tempo e com a sensação de dever cumprido.

Sabia que seria difícil chegar ao top 6, éramos 21 bartenders de todo o mundo, selecionados entre mais de 5 mil participantes.

Os critérios são subjetivos. Noutro dia, noutro local, com outros jurados, a decisão poderia ser outra, mas nada disso interessava. Por isso, quando ouvi o nome dos finalistas, fiquei triste porque sabia que podia muito bem ter sido um deles.

Mas tudo isso mudou no segundo em que recebi o feedback do jurado Yeray Monforte, felicitando-me pela participação e por se sentir orgulhoso da minha prestação.

Foi também importante sentir a força vinda de Portugal e Espanha e receber todas aquelas mensagens de apoio.

Num curto espaço de tempo, aceitei o resultado e decidi ajudar todos os restantes a superar o momento. Como? Convidei alguns bartenders a juntarem-se a mim para usarmos os ingredientes que tinham sobrado e fazer os nossos cocktails no bar.

Acabou por ser mais do que isso! Momentos de confraternização e uma química absurda. Passámos de cocktails a mini competições de caixa mistério ou speed rounds.

No fundo, um momento incrível. Ter juntado ali toda a gente e sentir as pessoas felizes por estarem a fazer aquilo de que realmente gostam.

O resultado? Como disse, ficou em segundo plano. Patrón Perfectionists é mais do que uma competição, é uma experiência de vida.

Visitámos a destilaria, vimos o processo desde o momento em que é plantado o agave até à garrafa ser selada. Vivemos, durante uma semana, na La Hacienda, partilhando momentos inesquecíveis com aqueles trabalhadores que fizeram os possíveis para nos sentirmos em casa. Fizemos o nosso próprio blend de tequila. Visitámos cidades e monumentos históricos e provámos algumas das melhores iguarias da gastronomia mexicana.

Procurei deixar o melhor de mim, orgulho-me de ser português e tentei passar a melhor imagem do meu país. Acredito que consegui.

Apoiei todos os sete finalistas porque estávamos ali a celebrar e eles precisavam de sentir o nosso carinho e foi essa a imagem que quis deixar.

Agora, a minha missão é partilhar tudo aquilo que aprendi e aguçar o apetite para alguém ter a mesma experiência que eu tive.


Giulia Cuccurullo, com o cocktail The Bridge, ganhou o título de Patrón Perfectionists 2020.