Bartwist

Este não é um copo de whisky normal

24 Junho 2019 Redação

A combinação de design, ciência e da tradição de beber whisky fez nascer o Norlan Glass: um copo de whisky que é tudo menos convencional. Casando a ciência com um desenho inteligente, a equipa da Norlan, da qual faz parte o designer Sruli Recht, criou um copo inovador com o objetivo de enaltecer o momento de degustação.

A Norlan foi fundada com o objetivo de combater falhas encontradas na experiência do consumo de whisky. A equipa partiu do pressuposto de que o mundo do whisky é dominado por apenas dois tipos de copos distintos – nosing glasses e tumblers – e que apenas a junção dos dois traria ao consumidor uma experiência plena.

Os prós estão presentes nos dois, mas os contras também. Os nosing glasses melhoram a entrega do aroma na hora da degustação, mas muitas vezes concentram os vapores de etanol e obscurecem as notas de sabor mais subtis, não valorizando o whisky. Os tumblers, por outro lado, são um clássico indiscutível mas o facto de serem abertos acaba por deixar que difundam os aromáticos do whisky, que inevitavelmente se tornam impercetíveis para o consumidor.

Marketing ou não, há no Norlan Glass a promessa de que se fará o melhor para que os entusiastas de whisky degustem e aproveitem a bebida no seu máximo exponente.

Projetado para melhorar a degustação do whisky, o vidro tem “barbatanas” especiais no seu interior que criam um efeito de onda, quando o copo é movimentado. A construção única de parede dupla, com uma camada de espaço aéreo que permite segurar confortavelmente o copo, evita que o líquido no interior aqueça.

Tão único como a sua forma estética, o processo de construção também foge à normalidade. Toda a superfície do copo, interna e externa, é formada a partir de um único momento de prensagem mecânica do cristal fundido num complexo molde de cinco partes. O resultado é uma forma geométrica harmoniosa: a bebida certa no interior vai glorificá-la ainda mais.

A campanha de Kickstarter da Norlan

Em 2015, a projeto da Norlan entrou para o Kickstarter, o programa de angariação de fundos norte-americano. Rapidamente foi possível antever o sucesso da ideia, quando em menos de 24 horas havia sido angariado quase 50% de financiamento, $35.000 numa meta de US $75.000.